poesia

(13) Poesia da Semana

Caminha na varanda
Casinha de ficar
Exerço o que eles dizem
Um quadro casas no ar

E sigo a ordem de por
Campos de força
Humanos cantar
Conduz aos prédios que montam
Mas minhas casas no ar

Caminha na varanda
Início do pleitar
Reflito o manto que trazem
Cantar a graça sem par

E sigo a ordem de por
Campos de força
Humanos cantar
Conduz aos prédios que montam
Mas minhas casas no ar

Este vermelho é facil de ver
Sinal vermelho e lá no meio do busão
Brilha em mim brilha e vai

A forma desta luz é fácil baby
É tipo um laço geometrico vermelho
Puxando a mim brilha em mim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s